Uma das características típicas de uma pessoa com um transtorno ansioso é o comportamento de evitação. Por exemplo, uma pessoa com Transtorno do Pânico vai evitar situações onde imagina que possa passar mal ou vai evitar fazer algo que lhe traga alguma sensação corporal temida, uma pessoa com fobia vai evitar a proximidade com aquilo que é objeto de seu temor, uma vítima de estresse pós traumático vai evitar algum estímulo associado ao evento traumatizante, etc.

O comportamento de evitação tem uma função protetora, de buscar prevenir um sofrimento. Porém, ao longo do tempo este comportamento traz um forte revés por manter a pessoa com o medo, impedindo-a de transformar aquela memória emocional que associa uma sensação corporal, um objeto ou uma situação social a perigo.

A evitação acaba tendo um efeito deletério de potencializar e manter o medo, pois a cada evitação aquilo que é temido – seja algo fora ou a própria reação interna de ansiedade – é reforçado na mente como algo ameaçador e que deve ser evitado.

Portanto, para que a pessoa possa superar um transtorno de ansiedade é importante desenvolver comportamentos de enfrentamento, com exposição ao que é temido. Através deste processo ocorre possibilidade de aprendizado e transformação deste padrão ansioso e evitador.

Porém é muito importante frisar que o processo de exposição deve ser gradual, aumentando progressivamente a tolerância da pessoa aos graus crescentes de ansiedade.

Podemos imaginar uma pessoa traumatizada que não entra na água pois tem pavor de se afogar. Simplesmente jogá-la no meio de uma piscina funda não é um bom modo de ajudá-la a perder este medo. Ao contrário, esta experiência pode ter o efeito de retraumatização, aumentando ainda mais o medo e a resistência à mudança.

É comum uma pessoa com Pânico ter medo de sair sozinha e ter uma crise. Muitas vezes a família e os amigos insistem que ela saia sozinha e enfrente seus medos de frente, que seja forte e corajosa. O conselho é bem intencionado, porém desconsidera os riscos de retraumatização.

A exposição à situação temida deve ser gradual, em passos mais lentos, com avanços e recuos, com o tempo necessário para desenvolver:

– habituação às reações internas (emocionais e corporais),
– desenvolvimento da auto-regulação
– superação das associações traumáticas
– diferenciação das cognições negativas

Este processo de exposição gradual e controlado é que ajuda a superar as ansiedades que deixavam a pessoa paralisada, muitas vezes por anos.

A exposição gradual é uma das estratégias e etapas de um tratamento psicológico especializado para Transtornos de Ansiedade.

97 Comments
  1. Evelyn

    Excelente! Devagar e Sempre …

  2. Donnie

    É isso aí, eu funciono quase assim, enfrento uma situação num dia, e depois fico um mês em casa até a próxima hehehe

  3. CAROLLINA BARROS

    Sofro de sindrome do panico com agorafobia ha mais de 13 anos e ate hoje não consegui um tratamento que desse resultados…Hoje minha vida se encontra totalmente limitada, já não saio de casa para quase nada e não tenho mais onde recorrer em minha cidade (interior de minas) e não consigo sair daqui para buscar novos tratamentos, há mais de quatro anos não saio da minha cidade(da ultima vez tive uma crise tao forte que voltei para casa desmaiada dentro do carro)…Não sei mais o que fazer, ao que recorrer…é muito díficil

    • Nelson Pereira

      Ola carollina so keria te dizer como eu te compreendo bem tb ja tenho sindrome do panico ja vai a 8 anos mas finalmente ja começo a ter luz ao fundo do tunel e sabes pk? Pq tenho fe e nunca desisti começo a perceber como funciona o panico tens de te manter no momento presente e nao deixar tua mente vaguiar para o futuro aterrador tenta a soluçao nos livros e pede sempre a DEUS que te ilumine o caminho ele vai te ouvir de certeza grande abraço e espero que um dia possas voltar a sorrir de alegria novamente

      • catarina

        eu tambem tenho esse problema a um ano e gostei muito do seu concelho,quando me dao as crises tento ter muita calma o que nos sabemos que é muito dificil e penso muito nos meus e em deus….

    • Nalva

      Olá Carolina… tambem ja tive Sindrome do Panico e sei como é terrivel… confie no Sr Jesus que Ele te liberatará… quando vier as crises diga em vós alta pra vc mesma escutar… eu não estou doente… eu não tenho nenhuma doença.
      E tambem queria te indicar um livro que me ajudou demais “Você pode curar sua vida” da Louise Hay… se te interessar posso te enviar o meu pra vc ler.
      Tambem visite esse site http://www.stancka.com.br, é de um medico que faço tratamento e me sinto ótima.
      Um grande abraço e não desista, Jesus te ajudará como tem me ajudado.
      Nalva

    • Daniel

      Olá Carolina, tenho Fobia Social e pra mim ficou evidente a evolução após iniciar uma terapia cognitiva com um psicólogo expecialista neste tipo de tratamento: reconhecer que tem o problema, aprender a identificar as situações ansciogênicas do cotidiano, refletir e pensar de imediato o que está passando na tua cabeça no momento da ansciedade, contestar e refletir sobre isso, se expor à estas situações, encara-las gradativamente, treinando aos pouquinhos. Aos poucos, irá passando à tua mente uma mensagem nova, algo diferente que faz com que ela comece à interpretar uma coisa que te gerava muita ansciedade em algo cada vez mais fácil de lidar.

    • rosa simas

      recomendo você a fazer um tratamento espiritual, pois isto não pode ser tratado so com médicos, medicamentos. Você conhece alguem que seja espirita? Espirita da linha do Alan Cardec aquele da religião do Chico Xavier, se vc conhecer comente sobre sua doença, boa sorte.

  4. ln

    pois é… é bem difícil mesmo, eu também levo uma vida bem ruim. não estou conseguindo trabalhar. na verdade só de pensar em trabalhar já passo mal, almoçar no refeitório é uma tortura para mim.

    mas tudo bem, vou superar tudo isso!

    Chau! 🙂

  5. Joana

    Olá, eu gostaria de saber se o senhor pode indicar um psicólogo e um psiquiatra especializado em síndrome do pânico em Londrina, PR. Já fui a 3 psicólogas durante anos e não encontrei um tratamento direcionado, elas ficam abrindo o leque pra muitos assuntos diferentes e achei que acabou perdendo o foco.
    Sobre o enfrentamento gradual do medo é complicado pra mim, pois meu medo primário é de chuva e vento, como são elementos naturais não é possível eu planejar um enfrentamento a níveis graduais (por exemplo hoje eu saio de casa com uma garoa e daqui um tempo com uma chuva leve etc) já aconteceu de eu tentar enfrentar uma chuva média e ela acabou virando uma tempestade e eu acabei mais assustada ainda.
    O que o senhor sugere neste caso?

    • Larissa

      Oi Joana! Tudo bem? Eu também sofro de medo de tempestade e vento! Há anos só fico dentro de casa e olhando a previsão do tempo. Vc tá fazendo algum tratamento? Vamos conversar por e-mail?

      • Renatinha

        Eu também tenho fobia xd tempestade e não sei como melhorar isso pois minha rua alaga.

        • Gabriela

          Olá, eu tb tenho mto medo de vento e tempestades. Sofro com isso desde pequena, certa vez até vomitei de tanto medo. E agora chegando o calor fico em pânico só de pensar nas tempestades.

          • Denize

            Eu passo por isso e tem piorado de uns dois anos para cá. É um pesadelo quando começa uma tempestade, mas o meu maior medo não é a chuva em si, mas os VENTOS. O simples balançar das folhas já me deixam em alerta; fico logo imaginando que virá uma ventania devastadora e acabar com minha cidade. Começo a tremer, e me dá muito medo, é horrível. Queria muito agir naturalmente.

        • CLAITON DE OLIVEIRA

          olá, eu também sofro deste mesmo problema , medo de tempestade, mais é de granizo. aqui na minha cidade em gravatai-rs a pouco dias caiu muito granizo na minha cidade e quase tive um treco , estou procurando um psiquiatra para me tratar disto.
          Larissa faço o mesmo que vc , fico vendo site de previsões do tempo.
          vamos nos manter em contato.

      • Bruna

        Oi Larissa, vamos conversar por E-mail?

  6. luciana

    procuro também um tratamento pra viver melhor,tenho muito estímulo e vontade de superar tudo isso,porém tenho dificuldades de encontrar um bom tratamento na minha cidade,psicólogos e psiquiatras são muito mal instruídos pra lidar com a síndrome do pãnico ,opto então por tramentos alternativos naturais,técnicas de relaxamento assim consigo ir levando,mas sempr voltam as crises. o que o senhor indicaria para mim?quero ser normal por favor me responda.

  7. Sofro de ansiedade neurótica a anos e agora estou participando de um tratamento psicoterápico. Realmente o medo de se deparar com a situação provocadora de tensão é muito grande. Lembro que evitei muitas vezes sair com pessoas pouco familiarizadas pelo medo de ter conflitos que me levassem a sentir dor. Recentemente escrevi um artigo sobre ansiedade caso alguem queira se aprofundar mais no assunto segue meu blog: http://minhamenteinquieta.blog.com/archives/35/

    Muito obrigado pelo post.

  8. Juliana diniz

    Gente Gente, bom dia, Nao se permitam isso. a vida deve ser escrita a caneta e nao a rascunhos, eu tenho 27 anos moro longe de familiares, virei mae solteira, porq meu companheiro me deixou, tenho panico, fobias toc depre a 5 anos, horrivel gente, mas me arrepio d ler comentarios como o d voces, nao podemos desistir, ja pensou os soldados q vao pra guerra, se eles pensasem q vao morrer, nem iriam, mas eles vao mesmo sabendo q vao morrer mas com expectativas melhores, por favor, reajam, Deus tudo pode, ele nos ama, nos ajuda, lutem gente, lutem, vivam.

    • Nalva

      Bravoooooo… é assim mesmo que se fala…

  9. Johnny

    você disse que psicólogos e psiquiatras são mal instruídos, mas você está se referindo aos que você conheceu ou a todos, inclusive a quem você pediu uma opinião sobre seu problema? por favor não me interprete mal… apenas uma dúvida que ficou na minha mente.

    tudo d bom!

  10. sueli

    tenho pânico do vento que vem quando esta chovendo,fico o tempo todo em vigia,olhando para o céu,se vejo nuvem escura ja fico com medo do vento que esta por vir,se não vem fico aliviada,se vem fico paralizada,se enfrento um dia ,no outro não e assim vou levando.não é facil mas estou procurando me curar,como consegui parar de
    fumar que é tão dificil qualquer hora o pânico tambem vai acabar.somos aquilo que pensamos.bjs

    • Bianat

      oi, tenho medo de tempestade por causa de trauma. se quiser compartilhar experiencias envie mensagem para o meu e-mail, darei o endereço assim que você responder esta mensagem.

      • AYLA

        Olá amiga, somos duas, ja não sei o que fazer com meu medo…

        • Elizabete

          Oi,tenho panico de chuva,peguei esse trauma na gravdes do meu primeiro filho e a 19 anos estou sofrendo pois não posso ver uma nuvem no ceu que ja fio em panico com uma agonia terrivel parece que o mundo vai me engolir,basta uma garoa que ja fico asim,não sei mais oque fazer.alguem ai sabe de algum tratamento pra isso?

      • Laís

        Oi Bianat, minha filha anda sofrendo muito por causa do namorado que tem medo de chuva e desde o Natal não procura por ela, e ela por sua vez não consegue entender muito o que está acontecendo. Poderia, por favor, me mandar mais informações? Talvez, eu consiga ajudá-los, pois sinto que ambos estão sofrendo. Bjs.
        Laís

      • Renatinha

        Eu tbm tenho medo de chuva e ninguém entende. Todo mundo acha que eh frescura minha. Minha rua alaga, fico apavorada.

    • jessica Coutinho

      Oi! eu tenho muito medo do vento não é pouco, eu olho o radar do rj a cada cinco minutos caso haja notícias que ira chover eu simplesmente nao saio de casa. Se o dia está ventoso mesmo com sol eu nao saio de casa posso ter compromisso que desmarco tudo. Isto está me fazendo um grande mal pois fico com o coração disparado, fico trêmula e com falta de ar. Não sei o que fazer. Há um ano procurei ajuda, mas o médico disse que eu deveria me controlar e que não era doença. Se não e doença o que é então? frescura? !? se alguém pode me ajudar eu agradeço.

      • regina

        não Jessica Coutinho…não é frescura ñ…existe sim tratamento para melhorar estes sintomas que judiam muito da gente…estou fazendo terapia com florais…tomo rescue…ajuda um pouco…mas vc tem que fazer umas meditação e exercício de respiração…melhoras querida…vc não esta sozinha…bj

      • cidinha castro

        ola amiga, eu tbm sofro desse mal, apesar dos meus 58 anos, depois que vim morar em Bertioga bem prox. ao mar, sempre amei a natureza e o mar, embora tenho muito medo dessa maravilha rs, sempre fui mulher de garra e muito corajosa, nunca tive medo de nada, sou motorista profissional, subia e descia serras e mais estradas pelo mundo a fora mesmo em altas madrugadas, nunca tive medo, mas depois que comecei a ver a revolta do mar e dias de ventos noroeste, e tempestades, o medo me pegou de jeito mesmo, olhando da janela de casa, so telhas brasilit voando pelos ares, como se fossem pipas, olhei para o forro do apto e ele balançava, as portas e janelas batend maio como filmes de terror, minha cachorrinha se escondia em baixo da cama e chorava junto comigo, depois doque vi, nunca mais fui a mesma pessoa, e mudei de casa, para me sentir mais segura, casa com lajes e telhas romanas, bem segura, mas mesmo assim, so começar a mudar o tempo, já começo a tremer achando que vou ver a mesma sena, a pressão sobe, da dor de barriga, acho q vai acabar o mundo, nem uma folha das arvores não posso ver, não consigo sair de casa, qdo sei que vai dar temporal, desmarco tudo e não saio, oque vamos fazer pra acabar com isso? me add. no face cidinha castro de Bertioga. felicidades.

    • regina

      nem me fale em chuvas…fico em torpor…anestesiada mesmo…o bom que aki em casa ninguém tem medo de chuva…talvez eu tenha herdado de minha mãe este pavor… Ai meu Deus…meu coração acelera muito…eu tremo e choro, gostaria muito de me livrar deste temor que só atrapalha minha qualidade de vida…. basta o céu estar cinzento …já é motivo para acelerar meu medo….vivo em tratamento …tomo medicamento…tenho muita fé em Deus…

    • poxa sinto o mesmo que vc sueli e nem quero admitir que estou com isso pois nao o tinha antigamente nao aceito q esteja mais deus vai cuidar de nos viu bjs tenhamos fé

    • Joilda

      Olá, nossa me identifico demais, tenho verdadeiro terror de tempestade, em especial vento, a vida toda, não consigo ver o fim disso, só Deus

  11. Jessica

    Queridos colegas, só que mapssa por isso sabe o quanto ests doenças são incapacitantes.
    Aqui na minha cidade não temos tratamento adequado e o mínimo que conseguimos são receitas de clonazepam, recomendadas pos psiquiatras que ao menos querem ouvir nossos problemas. Os psicólogos se limitam apenas a nos ouvir e não aplicam terapias funcionais indicando um completo despreparo para estes transtornos. Sofor de Transtorno de Ansiedade Social há 3 anos e isso me incapacita de tal forma que não consigo ao menos sair de casa. Minha ansiedade eé específica, mas tem se agravado ao longo dos tempos, antes se limitava apenas à escrever diante de pessoas que pudessem estar me observando, mas agora se estendeu para outras áreas em que eu sinta estar exposta. Me enclausurei dentro da minha casa e passei a evitar situações extremamente importantes para a minha vida e inclusive prejudicando familiares. Após muito tempo de pesquisa já que não conto com competência profissional resolvi tomar uma atitude: encarar o medo!!! Se eu passar vergonha e daí? Melhor do que não tentar. Então hoje fiz o teste: enfrentaria durante esta semana todas as situações que tenho evitado há muito tempo. Estabeleci uma meta de 7 coisas que deveria fazer esta semana e resolvi tomar uma atitude: fui em uma academia fazer uma matrícula, antes de entrar pensei: vou vencer, sou mais forte, tudo posso Naquele que me fortalece, pedi a Deus que mantivesse meus pés (ou melhor minhas mãos) firmes como rochas. Quando cheguei à academia não relutei em entrar nem por um momento, procurei não sofrer por antecipação e entrei certa de que se passasse algum contrangimento não seria o primeiro, mas eu deveria enfrentar senão não teria mais vida (que por sinal está muito limitada) tive que preencher um extenso formulário, mas em nenhum momento tremi, senti um imenso desconforto, mas a todo momento procurava pensar que o medo era irracional e que não mais iria admiti-lo em minha vida. Após assinar todos os documentos me senti aliviada e resolvi cumprir outras metas estabelecidas, agora mais confiante fui à um local que eu estava adiando durante meses e que envolvia algo importante para meu filho. Eu estava evitando fazer o RG dele poi como ele é menor eu deveria assinar a documentação e por causa do meu medo ele perdeu até passeios com a turma de escola. Como estava confiante, resolvi enfrentar mais esta situação hoje mesmo e pensei novamente se passase vergonha “dane-se” é minha vida que está em jogo. Consegui fazer a documentação, preencher formulários e mais uma vez, o alívio. Sei que não estou curada, mas foi muito importante para mim enfrentar este fantasma e conseguir. Espero até o final desta semana estipular todas as minhas metas e a partir daí estabelecer novas metas com escalas maiores de sofrimento. Superando tudo isto me sinto mais forte e controlada, pensem: não se preocupem com antecipação: enfrentem. Se passarem constrangimentos e daí, pelo menos vocês tentaram, é melhor do que se refugiar. Hoje foi um dia feliz para mim, há muito tempo não sentia tanto conforto e segurei na luta. Espero tê-los ajudado com meu longo depoimento. Abraços amigos!!!!

    • Fran

      Ola querida Jessica,gostaria muito de me comunicar com vc,pois o que sinto e muito parecido com seus sintomas,e nao converso com ninguem sobre isso ,afinal a maioria nao entende…espero que nesse tempo que passou vc ja tenha melhorado…bjs.

    • Solange

      parabéns!! é assim que se faz…mesmo vc achando que fez pouco, fez muitoo!
      vc é uma vitoriosa!

  12. Denise Mendes

    Querida Jéssica que bom que vocÊ está esnfrentando seu problema. O meu é bem parecido com o de todos vocês,mas com algumas coisas que fogem das regras gerais:eu sinto as vezes por um espaço de tempo curto que as coisas não vão dar certo,preocupações sem motivo aparente,sinto taqui cardia as vezes(muito raras agora),sentia falta de ar e crise de pânico,mas hj em dia enfrentei e não sinto mais.mas o curioso no meu caso é que eu nunca deixei de fazer as coisas que eu quero,não me incapacitou sabe,eu saio muito,bebo ,namoro,vou pra festas me divirto muito,estudo bastante sou universitária tiro boas notas.mesmo naqueles dias em que eu estava na foça total eu fazer tudo isso pq quando saia passava.Porém aqui no MA tem o mesmo problema que ai,para se conseguir uma consulta no psiquiatra é muita luta,faz muito tempo que vou atras disso e não consigo.por enquanto vou fazendo os exercícios do blog pq sei que são ótimos.mas nós vamos conseguir nos curar sim.

  13. Camila

    É estranho ler os comentários e ver que não é só comigo. Me sinto inútil, deveria estar ajudando meus pais, mas me sinto limitada. Não consegui fazer faculdade, não consegui um emprego e vejo que uma coisa vai desencadeando outras. Sou a única filha mulher, me protegeram demais, e não estou exagerando. Não tem um dia se quer que eu não pense em dar um basta com isso tudo. Eu nunca passei mal na rua, mas me sinto desconfortável. Hoje não sinto vontade de sair, não consigo manter minhas amizades, nem mesmo sinto vontade em manter amizades. E não tenho coragem de buscar ajuda.

    • Bianat

      eu também demorei a procurar ajuda. passei por um trauma q me deixou com medo de tempestade. no começo eu não aceitava. depois percebi q estava afetando minha vida. logo q comecei o tratamento parecia q tinha piorado, mas na verdade eu estava expondo algo que me incomodava. já tive grandes avanços e luto muito por melhora. vc também pode conseguir melhoras ok? boa sorte.

      • Camila

        Bom ver que você conseguiu melhorar… 😉

      • Renatinha

        Tbm tenho fobia de tempestade. Queria procurar ajuda psicologica mas minha rua alaga, não sei de adiantaria.

      • Joilda

        Nossa, gostaria de ajuda, pois sofro muito com medo de tempestade, por traumas tbm.

    • Solange

      só o fato de vc estar expondo seu problema aqui pra nós já é um grande avanço.

    • Helena

      Oi Camila,sei que não temos o mesmo problema mas sinto-me exatamente como você se descreveu.Há mais ou menos 4 anos fui diagnosticada com depressão e desde lá minha vida não entrou mais nos trilhos.Não terminei minha faculdade, não consigo ir trabalhar ou seja… não vivo. Já fui em psicólogos,tomei remédios,porém não surtiu muito efeito.Descobri também que tenho T.P.O.C (transtorno de personalidade obsessivos compulsivo) um tipo de T.O.C. Sei que melhorar deve vir de dentro de mim e estou buscando…espero encontrar e espero que você também encontre! Abraços…

  14. Priscila

    A primeira vez que eu me recordo ter passado muito mal foi aos 18 anos. Estava com um namorado numa boate e comecei a passar muito mal… falta de ar, taquicardia, mãos frias, corpo trêmulo, medo inexplicável…
    Hoje tenho 30 anos e ao longo desses 12 anos já passei por situações muito desagradáveis, muitas das vezes ia parar em emergencias de hospitais. A ansiedade que sinto é tão grande que fico esgotada. Por diversas vezes evitei de falar com as pessoas, de sair em lugares publicos, de sair para almoçar com colegas de trabalho ou amigos mais intimos mesmo. É uma ansiedade e um desconforto inesplicavel. Passo muito mal mesmo e os principais sintomas são respiração curta e ofegante, sensação de falta de ar, inquietação, medo, palpitações, maõs frias, sudorese… é muito ruim… tem dias que parece que não tenho nada, outros que tenho tudo. Acho que tenho trabstorno de ansiedade generalizada, um pouoc de fobia social ou panico. Na verdade até hoje não tenho um “rotulo” específico. Passo muito mal só de pensar que sou o centro das atenções em determinadas situações. Mas é engraçado pois tem dias que eu tão bem, que falo muito bem em público, fico cercada por diversas pessoas e parece que não tenho nada. Teve uma época que eu eviatava de sair para almoçar com colegas de trabalho pois eu passava mal sempre. Não gostava de ter que ficar falando, interagindo, pois me sentia esgotada, extremamente cansada. Passo o dia inteiro no trabalho em um estado intenso de ansiedade, sou advogada e sempre pressionada por prazos sempre curtos e muitos problemas para resolver. Já pensei em desistir da carreira pois não gosto de falar em público e oratória para advogado é essencial. Todo dia chego em casa num estado muito esquisito, uma sensação de falta de ar, cansaço e esgotamento constantes. Tenho muita insônia e as vezes acordo mais cansada do que quando fui dormir. Nos dias mais críticos chego a ter caimbras principalmente no rosto, mas uma vez tive caimbra da cabeça aos pés, foi uma sensação terrível que não desejo para ninguém. Hoje estou um pouco acima do peso e me sinto mais insegura com tudo. Não me sinto atraente e estou com a alta estima baixa. Me sinto muito esgotada mesmo. Talvez por isso tudo não consiga me desenvolver mais profissionalmente no trabalho. Sou uma pessoa de certa forma calada, retraída, na minha mesmo pois muitas das vezes fico olhando pra dentro de mim, observando minhas reações, tentando prevenir algo. Sou viciada em calmantes e antidepressivos. Se o calmante acabou, passo mal só de saber que ele não está alí, para me socorrer na hora que eu precisar. Muitas vezes deixo de dirigir pois não gosto da sensação de dirigir e ser observada dirigindo. Eu sei que dirijo bem, mas não gosto do fato da pessoa poder estar ao meu lado me julgando. Já deixei de sair várias vezes com amigos ou para uma festa, pois me sinto ansiosa. Em muitas vezes no trabalho passei muito mal por causa da ansiedade. Muitas vezes me trancava no banheiro e passava mal sozinha, com falta de ar… é tudo muito difícil… as vezes me sinto tão cansada e esgotada que dá vontade de desistir…

    • Susana

      Bem, uma pessoa tão parecida comigo, em tantas coisas! Não estou num nível tão elevado, mas reconheço-me em tudo o que disse…

  15. regina maria colombo

    pois é…achava que era a unica a ter medo de tudo,principalmente de chuva…hj tive um ataque de panico,pois a previsão de chuvas são para uns dez dias,para mim isto é um tormento…sei que minha familia ñ ligam se esta chovendo ou ñ;e nem imaginam meu pavor se chove!!! mas me desculpem ai;saber q existem pessoas q tb tem os mesmos problemas q eu…ja me deixa tranquila,pois sei q ñ estou só!!! E vamos remediando e achando boas maneiras de nos conformar com as situações climaticas,e achar tb meios palhativos de enfrentar este terriveis sintomas que é o medo!!!bjus a todos os medrosos como eu!!!

  16. Eu tenho muito medo de tempestades. Principalmente das ventanias que acompanham o temporal. Eu fico pensando: *Verão, acabe logo!* Mas eu não quero viver com esse medo. Até porque todo ano o verão chega e as tempestades vem. Mesmo que sejam poucas, sempre vem alguma. E eu sempre corro pra casa de alguém e fico esperando o temporal passar. Em casa, fico vigiando o tempo, se tem nuvem carregada (que seja só um poco escura, eu já fico com medo), se está ventando (se a cortina mexe, eu já fico com medo tbm), e se da uma trovoada, nem se fala! já paro tudo o que eu estava fazendo (que não era muita coisa, até por que eu não consigo fazer quase nada por causa do medo) e corro pra casa de alguém. Tenho até medo de incomodar pois esses dias andam tendo algumas tempestades e aí, já sabe, casa de alguém. Não sei mais o que eu faço! me ajudem, por favor! não quero ter esse medo! já rezei, já quis ficar em casa e enfrentar o medo, mas ele falou mais alto… E então, fico procurando ajuda em sites que falam sobre medo. Ainda mais que as pessoas que eu corro para a casa delas, vão viajar essas férias e eu não. Me sinto mais amedrontada ainda, já pensando na próxima semana, no medo. Me ajudem!

    • Mel

      Aline,vc parece cmg =(

    • rafaela

      Nossa imaginei que fosse só eu q tinha tanto medo de ventos, tmb fico olhando a cortina, as arvores e td q se balança com o vento, este medo esta me fazendo muito mal, qnd começa e estou no serviço tenho vontade de fugir, em ksa tmb qnd começa ja pego a chave do carro pq se piorar eu fujo. Um horror ñ aguento mais!

      • Carol

        Quando criança eu chorava, nao podia ver a cortina se mexer. Fazia meus pais prenderem tudo que poderia balançar com o vento.
        Agora, depois de anos sem medo, tudo veio a tona e parece que numa intensidade ainda maior. Até o vento produzido por ventiladores e ares condicionados estão me incomodando.
        Fico o dia todo procurando árvores e cortinas para ver se esta ventando. E nao precisa ser um vendaval, basta uma brisinha.
        Converso com meus parentes e namorado mas nenhum entende este medo. Pensam que é frescura.

      • Joilda

        Estou igual a VC, as pessoas não entendem, vivo em função, fico doente no físico, não consigo vencer isso.

  17. isabella

    eu tenho muito medo de passar mal la na escola quendo eu fui na escola no primeiro dia a professora falou pra gente fazer um liçao era pirulito que bate bate mas eu nao consigu fazer a liçao entao minha amiga me ajudo eu fui levar pra professora ela falou pra mim fazer de novo a minha amiga me ajudo 3 vezes mas a professora nao deixo entao eu falai pra ela que eu nao consigia ela gritou comigo na frente de todo mundo eu falei pra ela se eu podia ir no banheiro ela falou que sim eu fui depois eu falei se eu podia ir de novo eu nao fui nao banheiro eu fui na diretoria ligar para minha mae e um professora que ajudava minha professora foi falar pra ela que eu fui na diretoria ela ficou muito brava comigo minha mae venho me busca daquele dia pra ca nao fui mas foi passando passando depois eu fui no 5 ou 4 ano minha mae e o meu pai enfretou juize todo todo todo agora que eu fui pra outra escola eu nida to com medo eu tinha 7 ou agora tou com 10 vou fazer 11 anos mas deus vai me curar se deus quiser

    • maria

      ola, eu também tenho muito medo de ir para a escola, mas com esforço tudo se resolve, não podemos pensar muito nas coisas que nos rodeiam e sim, teres a mente ocupada .. conversa com amigas sai aos poucos do ritual onde estas acostumada

  18. Shir

    Oi, quero deixar meu depoimento pra quem sabe ajudar alguém. Tenho síndrome do pânico com agorafobia há mais ou menos 12 anos. Nesse meio tempo venho lutando contra os sintomas físicos e pensamentos catastroficos, que são os meus únicos rivais. Penso errado! É um pensamento fragmentado, distorcido e longe da realidade. Descobri isso há pouco mais de 7 meses através da terapia cognitiva. A vcs que não tem acesso a profissionais, busquem nos sites e pesquisem sobre e, principalmente, não desistam. Sei que a teoria, as vezes é fácil, mas a prática, extremamente difícil. Principalmente pra quem já apresenta o problema há anos. É muito tempo pensando errado, o cérebro acostuma, aí tem que educá-lo novamente. Não desistam, acreditem em Deus, busquem uma religião. Tenham fé. Saúde a todos.

  19. Mari

    Bom dia!
    Por acaso achei aqui este espaço onde existem pessoas como eu. Tenho pânico de vento, passo o dia e noite vigiando as folhas das árvores para ver se estão balançando, qualquer vento, por mais fraco que seja me faz descontrolar, sinto frio, tremores, dificuldade para respirar, náuseas e forte dor na barriga que me leva até a diarreia.
    Infelizmente as pessoas não me entendem, me chamam de fresca, riem de mim, ficam fazendo piadinha e chacota.
    Eu não gostaria de ser assim! Já fui ao psicólogo, mas ele só me remete a perguntas: “porque você tem medo?”, “é necessário este medo?”, “você precisa se controlar, não acha?”…. Todas eu já sei a resposta, mas não consigo me controlar… e isso tem me sufocado, tem atrapalhado demais a minha vida.
    Se vejo uma notícia na TV de ventania, tempestade, furacões…já é o bastante para me descontrolar! Vejo a previsão do tempo várias vezes por dia referente ao mesmo dia do ano…
    Não consigo me controlar! Gostaria mas não consigo!!
    Não acho lugar algum seguro! É um sofrimento terrível! Mas o pior é ser motivo de chacota, e não ter apoio no momento que mais preciso!
    Tenho temor à Deus, peço a Ele que me cure! Sei que no tempo d’Ele tudo se resolverá, afinal devo temer somente ao Senhor e mais nada!

    • Rute

      Olá Mari… Fiquei bastante emocionada com sua história pois também sofro do mesmo mal que o seu… Estou em tratamento contra fobia do vento e sinto pequenas melhoras, como você vejo a previsão do tempo várias vezes ao dia e automaticamente me pego observando cada movimento das folhas das árvores e de tudo mais que se mova…. Sei pelo que você passa melhor que ninguém, e se você quiser entrar em contato comigo para conversar sobre isso creio que será positivo para nós duas. Tenha força pois é um caminho difícil mas sempre existe uma pequena luz para nos guiar. Fique com Deus!

      • Ayla

        Mari e Rute,

        tenho o mesmo problemas que vcs, vamos trocar email?

        • Liza

          Olá, poderíamos trocar emails, também tenho muito medo de temporais, gostaria de conversar com alguém que passa pela mesma situação que eu.

          • rafaela

            tmb gostaria de trocar emails tenho as mesmo sintomas, olha a previsao de minuto a minuto e ninguem me entende

          • Larissa

            Olá, também quero o e-mail de vocês. Também sofro desse medo à muito tempo e não aguento mais isso, é horrível! olho p o céu toda hora, vejo a previsão do tempo no celular de 5 em 5 minutos, e até deixo de ir p a escola ou p qualquer outro lugar quando vejo que vai chover!!! minha família diz que é frescura minha, riem e fazer brincadeiras, sinto muita raiva pois eles não sabem o que eu sinto!!

    • regina

      rsrs..me desculpe Mari…mas esta sou eu…de ficar controlando até as folhas se mexendo por conta do vento…querida …é muito ruim viver assim…ñ da pra ser feliz deste jeito…procure terapia holística…tem me ajudado muito…vão te passar florais que vão te fazer bem…te trazer mais conforto consigo mesma…bjus meu anjo e Deus te abençoe..

      • Bruna

        Vamos conversar por e-mail para trocar informações?

    • Joilda

      Mari sou exatamente igual a VC, sou Cristã e sei que se Deus não nos guardar, quem vai guardar? Mais é uma luta diária, eu comigo mesmo, está muito difícil, e entendo VC, passo td que VC passa, Deus nos ajude.

  20. diego

    Eu tenho um serio problema com chuva, não sei se sofri um trauma na infância, não me lembro, mas sempre tive medo de chuva e ventos, 2 semas atras teve um chuva muito forte aqui em minha cidade, dps disso o meto se transformou em panico, todos os dias olho sites de meteorologia pra ver se vai chover se for fico completamente desanimo, se olho pro céu e vejo uma nuvem se quer vem uma angustia o medo raiva tudo junto mas de uma forma anormal é aterrorizante, e percebo tmb que quando chove, so quero ficar em casa com um fone de ouvido bem alto pra não ouvir o barulho das gotas,como poderia ser o processo pra uma pessoa assim como eu? como posso começar ? obgd

    • regina

      querido Diego….existe tratamento e florais para amenizar este seu ”medo” fica assim não…procure ajuda, vc não esta sozinho…vai passar…acredite e cuide-se…bj

  21. Jhonatan

    Bom, tenho 16 anos era super esforçado em relação à escola e fui desencadeando uma ansiedade generalizada em volta no meio escolar fui praticamente obrigado por mim mesmo a parar de estudar esse ano, gradativamente ao longo desse ano depois de meses com psicologa e reflexões lentamente essa fobia foi diminuindo, ja estou no fim desse ano e la no fundo o receio de voltar ano que vem está presente, espero que Deus me de entusiamo e me liberte disso para que possa seguir meu rumo sem essas limitações.

  22. DEUZELINA PEREIRA VEIGA

    Olá,

    Passei por um trauma há 5 anos, e desde então adquiri o medo da morte, já procurei várias formas de tratamento, o que melhor encontrei no momento é a meditação para encontrar a alma. Estou caminhando e tenho certeza que vou conseguir vencer essa barreira, e vocês também vão vencer os traumas existenciais.

    Om Shanti!

  23. bchavez

    Ja faz seculos que tenho medo de temporais, e fico realmente muito tranquila em ler todos esses depoimentos e ver que mais pessoas sofrem do mesmo “mal“ que eu. gente, ate a Madonna tem medo de tempesdes! enfim, quem quer compartilhar mais comigo do que sente, entra em contato. preciso me curar! quero ser luvre. nao ter que perder meu tempo pesquisando sobre o tempo e esperando o proximo temporal, pra morrer chorando dentro do quarto.

    • Liza

      Olá,
      podemos conversar, tbem tenho horror a temporais

    • Joilda

      Meu Deus, como é difícil, sinto td isso, e só a graça de Deus

  24. Rodrigo

    Estou precisando de ajuda: há 2 semanas tive um início de convulsão no meio do dia no centro de Curitiba. Fui para o hospital e ao que tudo indica foi ocasionado pelo stress.
    Desde então não consigo sair de casa sozinho e me da pânico só em pensar, pois tenho medo de ter um novo ataque e quando sinto um sintoma parecido com oque antecedeu o ataque fico apavorado. Só me sinto seguro em casa e assim não tenho nenhum sintoma. Agora oque fazer: enfrentar o medo aos poucos ou “enfiar a cara” de uma só vez? Tenho consciência que este medo esta me limitando mas aquela lembrança e as sensações estão fortes em minha mente. Oque fazer?

  25. karina

    ola….começei a ter medo de temporais a mais ou menos 1 mes…antes eu adorava chuvas mas agora para mim é uma tortura….sinto falta de ar,desanimo,fico nervosa,choro muito,sinto dores de cabeça,dor de barriga,todos esses sintomas e outros,nao tive nenhum trauma ,mas andei assistindo muito jornais e vejo tanta trajedia que imagino ja acontecendo aqui onde moro,e sinto muita tristeza pelos sofrimentos do que passam por esta situaçao de temporais e perde tudo ,ate vidas,tenho 2 filhos e quando começa a chover fico descontrolada achando que se acontecer alguma coisa nao vou dar conta de protejelos,minha imaginaçao é muita,nao aguento mais isso,nao sou praticante da igreja sempre falo que vou e acabo nao indo buscar a deus,mas oro muito em minha casa,sempre leio tambem o salmo 91,nao quero mais viver asssim,quando vejo que vem algum teporal entro em panico em quando vejo pessoas andando normais na rua,tranquilas como eu deveria ser,mas não vejo qualquer nuvem mais escura corro pra casa da minha mãe e o pior é que eu não deixo ela fazer nada ela tem que ficar perto de mim ,preciso muito conversar com alguem que passa pela mesma situação e esta se curando deste pesadelo…..que deus nos livre deste trauma.

  26. DEUZELINA PEREIRA VEIGA

    è uma luta diária, mas com certeza todos nós seremos vencedores

  27. Ana

    eu tenho medo de vento..isso e muito ruim
    ja enfrentei varias vezes e conheço varias pessoas que tem esse medo
    portanto vou continuar enfrentando esse medo

  28. Euzinha

    Gente nao desista!

    Vou contar pra vcs que melhorei bem do panico!
    Larguei duas faculdades e não conseguia trabalhar!

    Fui ao psiquiatra e a psicoterapia demorou um pouco mas não desisti! Fui enfrentando meus medos…
    Estou agora terminando a faculdade (faltam 2 períodos só!) e já estou trabalhando! Logo vou me mudar de casa e fazer tudo por minha conta!

    Larguei os remédios… de vez em qdo tenho ataques de panico mas consigo me controlar… Qdo as coisas estao ruins tomo pasalix que é fitoterapico e ajuda!

    Não desistam todos têm suas angustias!

    Beijos!

  29. Marcelo

    Quero agradecer ao Dr. Artur Scarpato por criar este blog, e as pessoas que fizeram seus comentários, também assisti o video com a entrevista, parabéns Artur, pelo belo trabalho em ajudar as pessoas, pois estamos carente de profissionais assim, digo porque já desisti dos psiquiatras e psicólogos, faz dez anos que travei essa luta e muita coisa venci quase sozinho, mas tive o apoio de esposa, filho e um casal de amigos que não questionaram a minha conduta sobre meu modo de viver, esse é o melhor apoio que tive, digo que muitas pessoa e médicos erram ao questionar e interferir no modo que cada um escolhe viver. Obrigado.

  30. Leandro da cruz

    Ola meu nome é Leandro e fico feliz que tenha pessoas com o mesmo problema que eu tenho medo de temporal qualquer chuva que dá já fico com medo principalmente a noite quando vem temporal eu não sei o que faço fico andando pela casa até a chuva passar tenho esse medo desde criança eu tenho pavor de temporal chuva de madrugada eu não consigo dormir a noite e não sei o que faço mais com esse medo

  31. Bruna

    Olá, estou conhecendo o blog agora e achei muito interessante. Sofro de TAG – Transtorno de Ansiedade Generalizada. Pra mim é muito difícil, pois tenho o temido “medo da morte”, qualquer sensação do meu corpo diferente já acho que estou com uma doença grave, isso me deixa muito angustiada e não consigo controlar os meus pensamentos, desenvolvendo assim, insônia, falta de apetite, dores musculares, aperto no peito, cabeça pesada… Enfim.. e tenho um péssimo defeito que é ficar pesquisando coisas na internet, acho que tenho tudo de pior que vejo na net. Enfim.. ainda não sei o que fazer pra melhorar essas sensações.

    • Rodrigo

      Oi, Bruna. Também enfrento esse problema. É horrível essa sensação permanente de que existe alguma coisa muito errada com o nosso corpo e de que a qualquer momento podemos morrer. Já passei por períodos piores e hoje em dia consigo controlar melhor esse medo. Assim como você, também fico, às vezes, pesquisando sobre doenças na internet. No início chegava ao ponto de ter certeza de que estava com uma doença grave, não era mais uma simples desconfiança. Era como se tivesse recebido o diagnóstico de um médico. Depois a intensidade desse medo foi diminuindo, por um longo tempo até consegui me sentir confortável em relação ao meu corpo.

      Acho que pra se livrar mesmo disso só com psicoterapia. No ano passado frequentei um psicólogo, mas acabei desistindo do tratamento por perceber que o profissional não estava preparado para tratar do meu caso específico. Mas continuo diariamente lutando contra essas sensações. Procuro ocupar meus pensamentos com outras coisas, ler bastante, assistir filmes. Certamente não existe uma única solução, precisamos ir descobrindo aos poucos os caminhos para conviver melhor com isso. O mais importante é não nos desesperarmos, sabermos que não estamos sozinhos nessa, afinal, muita gente enfrenta as mesmas dificuldades.

  32. anne

    Tenho varias duvidas…
    Se eu nunca passei por nenhuma situaçao estrema
    Por que yenho esse medo tao terrovel de temporais
    nao consgo focar tranquila na hora da chuva
    tenho que ficar sentada coloco ps dedos nos ouvidos
    e tenjo que ficar me balamçando… E jamais alguem encostar em mim ou tentarr ne abraçar e tentar me acalmar.eu fico furiosa por que ninguem entende entao nao precisa finjir neh
    mas depois que a chuva passa me sinto ridicula idiota e com muita vergonha de toda essa cena e loucura…

  33. Fernanda

    Tenho muito medo de temporais de vento forte,e isso tem me feito muito mal,sinto dores no peito ,falta de ar e dores,como eu queria me livrar desse medo que tanto me prejudica é muito triste!

  34. Silvana

    Olá me sinto péssima pelo que estou vivendo …a uns 4 meses do nada passei a ter um pavor horrivel de chuva e vento, para mim tudo vai desabar e as árvores vão cair e tudo vai sair voando .. Tenho um comércio bm na beira de um rio e o pior é que o lugar é. Rodeado de arvores …minha vida se transformou em um inferno pq quando da o horário já começo a querer chorar para não ir… O medo me deixa até mole…estou sofrendo não sei mais que fazer

  35. Mila

    Não sabia que tantas pessoas sofrem desse medo terrível de vento e chuva pensei que fosse só eu , eu fico olhando a previsão do tempo o dia inteiro e quando o céu já começa a escurecer, não consigo fazer mais nada fico com falta de ar, dor de cabeça e dor de barriga e começo a chorar , minha família toda fica rindo de mim, e isso é o que me deixa mais triste eu não queria ter esse medo terrível tenho buscado muitooo a Deus e creio que ele vai me curar não aguento mais viver esse tormento . :'(((

  36. Dalvana Domingues

    Olá pessoal, eu não estava entendendo de fato o que tinha acontecido comigo na noite passada, eu sempre tive pavor de ventos, e assim como a maioria tbm observo o tempo todo as arvores se estão balançando, vivo olhando para o céu e olhou a previsão na internet de hora em hora. Moro na cidade de Taquarituba Sp, onde ano passado teve a passagem de um tornado, saiu em quase todos noticiários, graças á Deus não me aconteceu nada, nem com ninguém da minha família, porém a partir daí peguei esse trauma de ventos! A umas duas semanas teve a passagem de outro tornado na cidade vizinha aqui e fiquei muito nervosa quando soube, comecei a pesquisar sobre tornados e tempestades na internet, vi vários videos e isso piorou ainda mais o meu pavor. Na noite passada, acordei as 5 da manhã com um fortíssimo vento, de tão forte que chegava a assobiar, acordei meu esposo, e fiquei totalmente apavorada, eu tremia toda, até o queixo, sentia um enjoô que quase cheguei a vomitar, sentia tonturas e palpitações, meu esposo fico super preocupado, pois nunca tinha me visto daquela maneira, na verdade nem eu mesma senti tanto medo na vida, nem no dia do tornado, que até então os vendavais não me assustavam tanto, desde de ontem que tenho passado mt mal, fiquei o dia todo tremula e com medo que acontecesse de novo, é uma situação tão ruim, que não sei o que fazer, tenho a impressão que vou morrer, sei lá! qualquer ventinho já me assusta, as pessoas dizem que é exagero que o vento nem ta forte, mais parece que não entra na minha cabeça e eu só penso o pior. Agora é madrugada e não consigo dormir, com medo que possa ventar e na verdade ta dando uns ventos de hora em hora, to apavorada! o que eu faço?! :'(

    • Gabriela

      Te entendo, tb tenho mto medo. Meu sonho é construir um abrigo desses subterrâneos contra tornado. Mas tem lugares que são mais propícios para tempestades assim, principalmente perto do sul. Se eu fosse vc mudava de cidade se tivesse jeito. Ou faria o abrigo.

  37. Maya

    Moro no Rio Grande do Sul, e estou com um medo horrível de temporal, mais especificamente de vento, quando eu tinha uns 8/9 anos teve um temporal horrível no qual destelhou uma parte da minha casa, fiquei com trauma. Mas com o passar dos anos passou, fiquei bem, Eu amava a chuva, dormir e escutar a chuva na minha janela o ventinho lá fora. Agora mais ou menos 1 mês atrás (estou com 19 anos) deu um temporal horrível na madrugada, acordei com aquele barulho destruidor. A partir dai meu medo voltou, mas umas 200 vezes pior. Olho a previsão todos os dias, olho o céu, a chuva se tornou a pior coisa para minha vida, pra mim sempre vai dar temporal, meu maior medo é a noite. Minha vida está péssima, fui na psiquiatra (pois tenho depressão) e ela somente aumentou a dose do meu remédio, QUERO MUITO PERDER ESSE MEDO, não aguento mais viver assim, já pensei até mesmo que o suicídio pode resolver o meu problema. O MEDO É DEMAIS, QUERO AJUDA OBRIGADA

    • Mary

      Pelo amor de Deus, não pense em fazer besteira Maya,também passo por isso fujo de casa toda vez que vejo que vai chover,e o pior é que moro numa cidade longe dos meus familiares e pra completar,meu marido está trabalhando em outra cidade, só nos vemos aos finais de semana,toda noite é um pesadelo com medo da chuva de trovões.Mas não vou desistir ,vou começar a lutar,primeiro evitando ver a previsão do tempo todos os dias.VC NÃO ESTÁ SÓ,CONTE COMIGO!FIQUE Bem!Deus está conosco,bjs!!!

  38. Olá, tenho 20 anos e ja quase nao saio de casa (faz 2anos), pois tenho muito Medo de passar mal na rua, seja com quem eu estiver, mesmo assim nao me sinto segura. Tudo começou quando eu estava fazendo um curso no Senai, e de uma hora pra outra comecei a ficar com Nauseas, fui ao banheiro, vomitei, fiquei um pouco tonta, ai pedir para ir embora. No dia seguinte á mesma coisa. Depois daí nao quis mais ir pro curso, desistir, não fiz mais nenhum outro curso. Meu ex namorado pra ajudar, me largou, depois so piorei. Foi um ano dentro de casa, do nada eu ficava muito ansiosa e isso so me atrapalhava, não consigo sair de casa pra comer uma pizza com a familia, tudo por medo de passar mal na frente dos outros. O meu ano desde de 08/2013 até o fim do ano de 2014 foi de medo. Não tenho muitos amigos, a unica que tenho me dá a maior força, minha irma, minha mae, elas fazem de tudo pra me tirar de dentro de casa, as vezes eu saio, me sinto um pouco segura. O problema mesmo é que tenho medo de sair sozinha e passar mal onde eu estiver e nao ter ninguem pra me ajudar, esse é meu medo, ja enfrentei, enfrento todos os dias, tento ser forte. Estou na aula de natação para fazer amigos tbm, vou duas vzs na semana por enquanto minha irma faz comigo, mas quando começar as aulas da Facul dela, vou ter que me enfrentar e ir sozinha. Espero e tenho Fé em Deus e em mim que eu vou conseguir minha vida de volta, e esse problema vai me servir como aprendizado e como uma lembrança ruim do passado.

  39. regina celia

    Gostaria de deixar meu comentário , comecei a ter sintomas de panico bem novinha com 14 anos na época ninguém sabia o que era, meus pais não davam muita importância à isso, talvez por não terem conhecimento isso me afetou muito poia não conseguia me concentrar e na escola e em nada achava sempre q a qualquer momento ei iria morrer era horrivel ficava me comprando com as outras pessoas e me achava fraca, nao entendia como as outras descobri sozinha que a única maneira de se livrar desses sintomas e a fé, tinha muito medo de doenças e qualquer pessoa q ficava doente eu já imaginava que tinha TB,só q na verdade não tem outra saída a não ser enfrentar esse gigante faco terapia a uns 4 anos o que tem me ajudado muito, e sempre frisar que a vontade de Deus para nossa vida e boa perfeita e agradevel,ele não nos deu espirito de medo quando sinto que não estou bem oro e falo com Deus ele e o nosso socorro presente na hora da angústia hj me sinto bem melhor e acreditando que Deus tem o melhor pra cada um fe nos,espero ter colaborado de alguma forma!

  40. jane lima

    Tenho medo da chuva há muitos anos e não sei o que fazer???

  41. Joilda

    Preciso muito de ajuda, parece que não existe saída, as vezes penso em morar num lugar de seca, é muito difícil, parece o fim, Senhorrrrr

  42. Bruna

    Para quem tem medo de ventos ou chuva podemos trocar informações via e-mail?

  43. Não saio de casa há anos

    Eu vou tentar sair na segunda-feira. Vai ser a primeira(tentativa) vez depois de 3 anos trancado em casa. Mas não vou ficar pensando nisso, porque eu acabo desistindo. É muito difícil parar de pensar, agora neste exato momento é fácil, não estou em pânico, mas na hora é bem difícil.

    Se eu conseguir volto aqui para comentar.

  44. Vi os comentarios me identifiquei com eles, imaginava que era só eu que tinha medo assim, desde de pequena tenho medo de chuva hj o meu medo esta pior tenho tanto medo, se vai amanhecer chovendo ja nao durmo bem. tenho medo de ficar sozinha, o medo é tanto que parece que vou morrer,fico cuidando do céu, quero saber da previsao do tempo.comece a ir no medico , to indo em psicologo to com consulta marcada em psiquiatra quero muito ficar bem e ser uma mulher feliz.

  45. gi

    nossa achava q só era eu q tinha este medo de ventos estou aliviada pois ate cheguei a pensar q eu inventava isso na minha cabeça e q eu não era normal…quem tiver conselhos de qual especialista procurar por favor me avise pois estou com vergonha pois pareço criança chorando por causa de chuva, ventos

  46. Oi, tenho medo de sair de casa sozinha , parece que vou desmaiar ou vomitar ou até mesmo uma diarréia , é uma coisa muito ruim, não posso fazer nada fora de casa , um curso , uma faculdade, sair com amigas , é até mesmo ir nas reuniões escolares ou festinha do meu filho, meu marido n fala q é tudo invenção minha , eu faço o máximo de esforço pra pelo menos ir nas reuniões do meu filho,mesmo assim ai da fico quentinha com as mãos saindo e o coração acelerado, só consigo sair se for com meu marido do lado, mesmo assim ainda me bate aquela leve tontura , eu fico imaginando quando eu começar a trabalhar, tenho 20 anos e queria muito uma ajuda.

Leave Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

clear formSubmit