A ansiedade não é boa nem ruim. É uma emoção, um estado mental e corporal que se ativa sempre que nossa mente avalia uma situação como tendo riscos potenciais. O disparador pode ser o pressentimento de algo incerto ou a antecipação de uma situação futura temida.

Há um lado positivo na ansiedade. Podemos imaginar, por exemplo, a ansiedade que antecede uma apresentação numa reunião de trabalho ou a participação numa competição esportiva. A ansiedade tem um papel relevante na preparação para o enfrentamento destas situações, ativando a máxima utilização dos recursos internos para um bom desempenho.

Pouca ansiedade poderia levar a uma atitude de negligência e a uma preparação insuficiente para se obter bons resultados.

Um grau ótimo de ansiedade, por seu lado, ativa um estado de alerta e prontidão adequados, preparando a pessoa para lidar bem com desafios que podem se apresentar.

Quando a ansiedade é excessiva, por outro lado, pode haver paralisia, descontrole e comprometimento da performance.

Geralmente o excesso de ansiedade decorre de se exagerar na avaliação dos riscos envolvidos e de se subavaliar os recursos internos para se lidar com a situação. Outro fator importante para uma experiência de ansiedade excessiva é quando a pessoa está ansiosa mas acredita que “deveria” estar calma. Por não aceitar e não tolerar sentir ansiedade ela passa a entrar em conflito, a brigar com o que está sentindo e acaba ficando ainda mais ansiosa.

É fundamental aprender a tolerar certo nível de tensão e ansiedade que é natural em qualquer situação desafiadora.

Aprender a lidar com a ansiedade e saber agir sob seu efeito é um recurso importante para se obter bons resultados nas diversas situações da vida.

7 Comments
  1. gostaria de depoimentos de aniosos e de pessoas que tiveram síndrome do pãnico.. gostaria saber uma opinião sobre minha filha também que tem mania de chupar manga das roupas o que chama atençao dos outos .. tbem mania de apagar trabalhos da escola com a borracha toda hora .. vcs tem conhecimento decrianças com este tipo de comportamento? att monica

  2. Cássia

    Olá! Poderia me informar, por favor, o local mais próximo do centro de São Paulo, que o Doutor Artur atenda? Poderia me informar também se ele atende por algum convênio médio? Obrigada.

  3. fernando ribeiro dos santos

    Eu tenho simdrome do panico,fobia social,medos e sisma.
    desde dos 20 anos tenho esse mau,comecei um tratamento com
    psciatra e um piscologo dai me curei tomando remedio fluxetina.
    e com sessoes com psicologo, e quando melhorei parei de ir ao psicologo
    e depois de um tempo comecei a parar de tomar o remedio,tomava uns dias outros nao,
    depois de um tempo voutou tudo pior,agora ja vai fazer 3 anos que nao saio de casa pra nada tenho medo de quase tudo queria uma ajuda para me curar e voutar a viver de novo me ajude por favor.
    presciso de ajuda,,,,, obrigado

  4. Carolina

    Procure um tratamento espiritual em um centro espirita

  5. Mônica

    Olá, a pouco tempo as coisas tem sido diferentes para mim, eu calculo a um ano e meio eu tenho visto a vida de outra forma. Um pouco melancólica, com pensamentos negativos sobre vários aspectos, exemplo, as vezes tenho pensamentos profundos de que posso perde as pessoas que amo, as vezes sinto muitas dores como, no peito na garganta, fico suando quente e sinto que vou morrer. A uns cinco anos quando entrei para a adolescência passei por situações que me deixaram traumas. E hoje só o que eu peço é ajuda para sair disso e ter uma vida normal. Me sentir normal

  6. samara

    Passei por muitos transtonos na vida ,sofrimento,e cauquer coisa me deixa com medo ,e de uns tempos pra ca sinto tipo xoquinhos no corpo o dia todo ,isso e ima censaçao estranha ,mesmo quando estou calma ,ai me da desespero ,o que sera isso

  7. Olá,

    Gostaria de saber se é possível controlar a ansiedade sem o uso de ansiolíticos. Estou focando apenas na prática da atividade física.

Leave Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

clear formSubmit